Como cuidar de orquídeas

Como cuidar de orquideas- Reprodução Pexels

As orquídeas são flores exóticas e magníficas, que vem fascinando pessoas ao redor do mundo por séculos. Hoje em dia, cuidar dessas flores encantadoras é um passatempo gratificante para muitos entusiastas de jardinagem. Contudo, ainda existem muitas dúvidas sobre como cuidar das orquideas.

Se você ganhou uma dessas plantas de presente e não sabe como cuidar, ou mesmo quer começar a cultivá-las, pode encontrar ajuda em um bom blog de jardinagem, uma vez que a Internet é uma exelente fonte de especialistas no assunto.

Primeiramente, vale lembrar que as orquídeas são plantas muito antigas, portanto, muito conhecimento sobre elas foi acumulado ao longo dos anos.

Afinal, desde muito antes de nascermos, elas já eram admiradas e associadas à beleza, elegância e até mesmo à simbologia religiosa. Assim, cuidar dessas madames exige atenção e conhecimento, mas o resultado recompensa qualquer esforço.

Quer aprender a forma correta de cuidar das orquideas e ainda descobrir muitas curiosidades sobre essa planta que desperta o imaginário lúdico de apaixonados por flores de todos os cantos do planeta?

Leia até o final e confira!

Como cuidar das orquideas- Reprodução Pexels
Como cuidar das orquideas- Reprodução Pexels

A honra de cuidar de orquideas 

Embora os registros históricos apresentem lacunas que dificultam a comprovação da veracidade desse fato, existem correntes que afirmam que, na exuberância dos jardins palacianos do antigo Egito, as orquídeas eram flores exclusivas para as majestosas mãos das rainhas. Então, envoltas por mitos e lendas, essas flores hipnotizantes eram símbolos da realeza, carregando consigo uma aura de prestígio e poder. 

Assim, em meio aos rituais e às cerimônias que marcavam a vida no palácio, as orquídeas recebiam reverências como presentes dos deuses. Assim, somente as figuras mais importantes da sociedade egípcia apreciavam sua beleza inigualável. Acreditava-se que a presença dessas flores seria possível invocar vitórias divinas e proteção para a soberana e seu reinado.

Sendo assim, guardadas em áreas privativas dos palácios, essas preciosidades botânicas eram cultivadas com esmero por habilidosos jardineiros reais, que dedicavam suas vidas a cuidar das orquídeas.

Contudo, essa tradição é envolta em véus de incerteza, pois a história das orquídeas no antigo Egito mistura-se com mitos, lendas e narrativas que atravessaram gerações, conferindo a essas flores uma aura de mistério e exclusividade.

Embora não haja comprovação definitiva de que somente as rainhas egípcias desfrutavam da beleza das orquídeas, essa narrativa ressalta o poder simbólico dessas flores na sociedade antiga e como elas eram associadas à nobreza e à divindade

Origem e história das orquídeas

Lendas à parte, as orquídeas são originárias de várias regiões do mundo, e têm uma história rica e diversificada. Desse modo, os primeiros relatos do cultivo da orquídea datam de civilizações antigas, como as astecas e as maias na América Central. Aliás, esses povos acreditavam que as orquídeas tinham propriedades medicinais e afrodisíacas.

Além disso, desde tempos remotos, as orquídeas têm sido símbolos de elegância e sofisticação. 

Variedade e raridade das orquídeas

Atualmente, com mais de 20 mil espécies conhecidas somente na natureza e outras milhares resultantes de cruzamento em laboratórios, essas flores despertam a curiosidade de botânicos e colecionadores ao redor do mundo. Elas se diferenciam em formas, cores e tamanhos. Algumas das espécies mais comuns incluem:

  • Phalaenopsis;
  • Cattleya;
  • Cymbidium;
  • Dendrobium.
Como cuidar de orquideas- Reprodução Pexels
Como cuidar de orquideas- Reprodução Pexels

Já as orquídeas raras, como a Drácula simia (conhecida como orquídea macaco) ou a Paphiopedilum rothschildianum, são verdadeiras preciosidades para colecionadores.

Sendo assim, existem orquídeas para todos os gostos e bolsos e também para diversos ambientes e climas.

Cuidar de orquideas- Reprodução Pexels
Cuidar de orquideas- Reprodução Pexels

Cuidados essenciais e como plantar orquídeas

Primeiramente, para cultivar orquídeas de forma correta, é importante fornecer o ambiente propício: 

  • Iluminação indireta;
  • Rega moderada;
  • Umidade controlada. 

O plantio deve ser feito em substratos específicos para orquídeas, permitindo aeração adequada das raízes. Dessa forma, é essencial escolher um vaso com boa drenagem, utilizar substrato próprio e evitar encharcar as raízes. Esse substrato, aliás, pode ser uma mistura de cascas de madeira, carvão e pedras, como a argila expandida, por exemplo.

Vale lembrar, ainda, que algumas orquídeas são terrestres, ou seja, podem (e até preferem) ser plantadas na terra. É o caso da orquídea bambu, por exemplo.

Cabe ressaltar, ainda, que as orquídeas são adaptáveis, mas cada espécie tem suas preferências. A maioria aprecia ambientes com boa iluminação, porém sem exposição direta ao sol. O clima ideal varia conforme a espécie, mas muitas prosperam em temperaturas amenas.

Algo muito interessante sobre essas plantas é que elas simplesmente amam a água da chuva. Afinal, ela é rica em nitrogênio e faz verdadeiras maravilhas pela floração e pelo fortalecimento das raízes. No entanto, elas não toleram solo encharcado.

Por isso, se você quer deixar suas madames se banharem na chuva, o ideal é cultivá-las amarradas em lascas de madeira ou vasos vazados e prendê-las ao tronco das árvores. Ademais, para quem faz o cultivo em vasos, se ele for bem drenado e cheio apenas com materiais não absorventes, é possível colocá-las na soleira da janela para aproveitar chuvas leves.

Como cuidar de orquídeas evitando pragas e doenças

Pragas como cochonilhas e pulgões podem afetar as orquídeas. Assim, manter a higiene das folhas, utilizar fertilizantes adequados e verificar regularmente sinais de infestação ajudam a prevenir problemas comuns.

Afinal, a infestação de pragas como cochonilhas e pulgões pode comprometer a saúde das orquídeas, desse modo, o uso de inseticidas específicos e a manutenção regular do ambiente são formas eficazes de prevenir infestações.

Cuidar de orquídeas- Reprodução Pexels
Cuidar de orquídeas- Reprodução Pexels

Como fazer mudas de orquídeas

Acima de tudo, lembre-se que fazer mudas requer paciência, então retire cuidadosamente pequenas porções da planta mãe, garantindo que cada muda tenha raízes saudáveis.

Vale destacar que a propagação de orquídeas pode ser feita basicamente de quatro maneiras:

  • através de sementes;
  • por meio de clonagem;
  • dividindo touceiras;
  • keikis.

Contudo, as duas primeiras opções não são comuns devido a dificuldade de execução. Sendo assim, as opções recomendadas para quem quer aprender como fazer muda de orquídeas são as duas últimas: tanto através da divisão de touceiras, quanto por meio de keikis (brotações) é possível ter sucesso, mesmo não sendo um especialista no assunto. 

Como cuidar das orquideas cymbidium

Por fim, entre as espécies mais populares no Brasil, encontramos a orquídea cymbidium, ela é muito apreciada por ser uma planta de cultivo na terra, podendo ser plantada diretamente em canteiros, nos jardins.

Além disso, a cymbidium é um gênero com cerca de 70 espécies, possibilitando agradar muitos gostos. Outra vantagem é que ela suporta temperaturas baixas, sendo uma ótima opção para o inverno e, devido à resistência de suas folhas, resiste bem ao vento, podendo ficar ao ar livre.

No entanto, apesar de sua resistência ela exige atenção e cuidados especiais como:

  • Retirar as palhas que formam com o crescimento, e cuidar da higiene das folhas;
  • Manter os bulbos enquanto estiverem duros, pois eles contêm água e nutrientes;
  • Plantar diretamente na terra ou em vasos profundos com substratos próprios para orquídeas terrestres;
  • Regar moderadamente, sem encharcar;
  • Ao fazer o plantio, soltar as raízes antes de colocar na terra ou no próximo vaso. Ademais, nesse primeiro momento deve-se regar bem;
  • Manter o mesmo adubo que a planta já estava acostumada, ou esperar o adubo antigo sair com a rega para utilizar um novo, mas nunca misturar;
  • Manter a planta em local onde possa pegar o sol da manhã ou do fim da tarde.
Cuidar de orquídeas- Reprodução Pexels
Cuidar de orquídeas- Reprodução Pexels

 Perguntas frequentes sobre como cuidar das orquideas

Qual a frequência ideal de rega para as orquídeas? 

A rega varia conforme o tipo de orquídea e ambiente. Geralmente, uma vez por semana é suficiente, mas é importante observar a umidade do substrato, pois as orquídeas armazenam água, portanto dispensam regas frequentes.

Como identificar pragas e tratar as orquídeas? 

A inspeção regular das folhas e raízes é crucial. Sendo assim, ao identificar qualquer sinal de infestação, utilize produtos específicos para combate de pragas, mas evite o excesso de pesticidas.

É possível cultivar orquídeas em climas diferentes? 

Sim, existem orquídeas que se adaptam perfeitamente a diferentes climas. No entanto, ajustes no cuidado podem ser necessários para atender às necessidades específicas de cada espécie.

O plantio e cuidado com as orquídeas pode ser uma experiência gratificante para qualquer amante de plantas. Assim, ao seguir as dicas certas e entender as necessidades individuais de cada espécie, você pode ter sucesso no cultivo dessas flores deslumbrantes.

Agora que você já sabe como cuidar das orquídeas, pode curtir a beleza dessas flores magníficas e sentir-se um membro da realeza! Então comente conosco qual curiosidade sobre as orquídeas mais chamou sua atenção. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *