Guia completo da Rosa do Deserto: como cuidar, fazer muda e muito mais

Rosa do Deserto- Reprodução Pexels

A Rosa do Deserto encanta cada vez mais pessoas ao redor do mundo. Afinal, com suas formas esculturais, que lembram um mini baobá, e suas flores exuberantes, não tem como não se apaixonar, não é mesmo?

Porém, essas madames costumam ser “enjoadas” em seus tratos culturais e precisam de cuidados especiais para atingirem o seu máximo potencial de beleza. Pensando nisso, hoje trouxemos um guia completo sobre a Rosa do Deserto, para que você saiba como cuidar dessa maravilha da natureza da melhor forma possível.

Portanto, não deixe de ler até o final para não perder nenhuma dica interessante!

Saiba mais sobre a Rosa do Deserto

A Rosa do Deserto, cientificamente conhecida como Adenium, é uma planta suculenta exótica conhecida por suas belas flores e formas esculturais. Originária das regiões áridas da África, incluindo áreas do Saara e da Península Arábica.

Dessa forma, esta planta tropical é apreciada em todo o mundo por sua capacidade de prosperar em condições secas e seu charme ornamental. 

Aqui está um guia completo sobre como cuidar dessa planta única.

Características

Formato da Rosa do Deserto

Geralmente tem um tronco inchado na base, que armazena água, e ramos esguios e suculentos.

Formato da Rosa do Deserto- Reprodução Shuterstock
Formato da Rosa do Deserto- Reprodução Shuterstock

Flores

Produz flores vistosas, que variam em cor e podem ter diferentes padrões.

Flor da Rosa do Deserto- Reprodução Shutterstock
Flor da Rosa do Deserto- Reprodução Shutterstock

Cuidados essenciais

Luz Solar

A Adenium adora luz solar direta e precisa de pelo menos 6 horas de sol diário. No entanto, evite a exposição direta a luz solar intensa nas horas mais quentes do dia.

Solo

Use um solo bem drenado, como uma mistura de cacto e suculenta. Além disso, adicione perlita ou areia para melhorar a aeração do solo.

Rega da Rosa do Deserto

Regue quando o solo estiver seco, evitando encharcamento. Além do mais, reduza a rega no inverno, quando a planta está em repouso.

As regas das Rosas do Deserto devem ser sem exagero- Reprodução Pexels
As regas das Rosas do Deserto devem ser sem exagero- Reprodução Pexels

Temperatura

A Rosa do Deserto prefere climas quentes, portanto, evite temperaturas abaixo de 10°C. Aliás, na época do inverno, proteja contra geadas.

Fertilização

Use um fertilizante equilibrado durante a estação de crescimento (primavera e verão) uma vez por mês.

Rosa do Deserto Adenium- Reprodução Shtterstock
Rosa do Deserto Adenium- Reprodução Shtterstock

Propagação e plantio da Rosa do Deserto

Uma das coisas mais importantes para quem ama a jardinagem e especificamente as Rosas do Deserto é a propagação. Afinal, quem não quer propagar essa beleza, não é verdade. Assim, para fazer muda da Adenium, você pode usar sementes ou estaquias.

Rosa do Deserto Amarela- Reprodução Pexels
Rosa do Deserto Amarela- Reprodução Pexels

Passo a passo para fazer muda da Rosa do Deserto com sementes

Materiais necessários:

  1. Sementes de Adenium. A saber, você pode retirar mudas da vagem que a Rosa do Deserto ou adquirir sementes de boa qualidade de fornecedores confiáveis;
  2. Substrato para germinação. Use uma mistura leve e bem drenada, como substrato para sementes ou uma combinação de areia e perlita;
  3. Recipiente para germinação. Para isso, você pode utilizar pequenos vasos ou copos individuais;
  4. Água;
  5. Saquinhos plásticos ou tampa transparente para criar um ambiente úmido.
  6. Local com luz indireta. Ou seja, um local brilhante, mas protegido da luz solar direta intensa.
Cacto e Rosa do Deserto- Reprodução Pexels
Cacto e Rosa do Deserto- Reprodução Pexels

Como fazer as mudas de Rosa do Deserto

  1. Encha os vasos ou copos com o substrato, deixando cerca de 2 cm abaixo da borda;
  2. Coloque duas ou três sementes no centro de cada vaso, pressionando levemente sobre o substrato;
  3. Então, cubra as sementes com uma fina camada de substrato, pressionando levemente para garantir contato.
  4. Molhe, assim, o substrato uniformemente até que a água escorra pelo fundo do vaso;
  5. Evite encharcar. Afinal, a ideia é umedecer, não encharcar o solo.
  6. Cubra os vasos com saquinhos plásticos transparentes ou tampe-os para criar um ambiente úmido, pois isso ajuda a reter a umidade e cria um microclima favorável para a germinação.
  7. Por fim, coloque os vasos em um local com luz indireta brilhante, mas evite a luz solar direta intensa. Ademais, mantenha uma temperatura estável entre 25-30°C para estimular a germinação.

Como fazer as mudas por meio de estaquias

A propagação da Rosa do Deserto por estacas é um método eficaz para reproduzir geneticamente plantas maravilhosas. Desse modo, comece selecionando um galhinho saudável de uma planta adulta. 

Uma dica é aproveitar as estacas da época das mudas drásticas para fazer mudas. Ademais, certifique-se de que a estaca tenha pelo menos dois pares de folhas. Deixe-a secar por um dia para formar uma casca protetora.

Prepare um substrato bem drenado, como uma mistura de areia e perlita. Insira a extremidade cortada da estaca no solo, garantindo que dois nós (juntas das folhas) estejam enterrados. Então, regue levemente, mantendo o solo úmido, não encharcado.

Coloque a estaca em um local com luz indireta brilhante e cubra com um plástico transparente para criar um ambiente úmido. 

Após algumas semanas, as estacas desenvolverão raízes. Uma vez que as raízes estejam bem estabelecidas, as mudas podem ser transplantadas para vasos maiores ou no jardim.

A saber, este método permite a produção de clones da planta-mãe, preservando as características dela. Além disso, monitorar a umidade e proporcionar luz adequada são fundamentais para o sucesso da propagação por estacas da Rosa do Deserto.

Como cuidar das mudinhas da Rosa do Deserto

Mudinha da Rosa do Deserto- Reprodução Pexels
Mudinha da Rosa do Deserto- Reprodução Pexels

A partir daqui, os métodos são os mesmos tanto para as mudas feitas com sementes quanto com estacas.

Então, monitore a umidade do solo e adicione água conforme necessário para mantê-lo úmido, não encharcado.

Quando as mudas atingirem uma altura de 5-7 cm e tiverem folhas verdadeiras, estão prontas para o transplante. Sendo assim, transplante cada muda para um vaso maior ou diretamente no jardim, se as condições permitirem.

Problemas comuns da Rosa do Deserto

Como toda planta, as rosas do deserto são suscetíveis a pragas e doenças. Desse modo, veja a seguir os principais deles e como prevenir:

  • Ácaros: lavagem regular das folhas e uso de óleo neem;
  • Cochonilhas: Remova manualmente ou use uma solução de água com sabão;
  • Podridão da raiz: Evite solo encharcado e use substrato bem drenado;
  • Fungos: Ventile bem as plantas e evite a umidade excessiva.

Dicas adicionais para cuidar das suas Adenium

Agora, veja alguns “mimos” que você deve fazer para a sua planta para garantir que elas fiquem maravilhosas e saudáveis:

  • Poda: Realize podas leves para promover a ramificação. Além disso, uma vez ao ano, faça a poda drácula com todo o cuidado para que ela se fortaleça. Aliás, algo importante é passar canela no local dos cortes para evitar o ataque de fungos e evitar molhar os caules e galhinhos cortados;
  • Proteção solar: Em climas muito quentes, forneça sombra parcial durante as horas mais quentes do dia;
  • Acompanhamento: Observe sinais de deficiências nutricionais e ajuste a fertilização conforme necessário;
  • Proteção contra o vento: As Rosas do Deserto não gostam de vento. Por isso, proteja-a.

Gostou das dicas de como cuidar da Rosa do Deserto? Então coloque todas elas em prática e encha sua vida com as cores e a beleza dessa maravilha da natureza!

One thought on “Guia completo da Rosa do Deserto: como cuidar, fazer muda e muito mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *